Siga nossas redes

Finanças

Cielo, IRB e CSN sobem mais de 5%; Embraer e Americanas caem

Fora do Ibovespa, a rede de hospitais Mater Dei operou em alta em meio à compra de hospital em Minas Gerais.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 3 minutos

Cielo (Foto: Divulgação)
Cielo (Foto: Divulgação)

As ações da empresa de meios de pagamento Cielo tiveram a maior alta do principal indicador da B3, o Ibovespa, nesta quinta-feira (03), seguidas dos papéis IRB Brasil Ressegurados e dos ativos da siderúrgica CSN.

A BR Malls também teve desempenho positivo após venda de participação em shopping center. Em compensação, a fabricante de aeronaves Embraer ficou entre as maiores quedas do indicador, acompanhada da varejista Americanas.

A Vibra (ex-BR distribuidora) também operou com desvalorização após compor um bloco para obter 50% da Comerc.

Fora do Ibovespa, a rede de hospitais Mater Dei  encerrou em alta em meio à compra de hospital em Minas Gerais.

Cielo, IRB e CSN

A Cielo (CIEL3) avançou 5,26%, para R$ 2,60, enquanto a IRB Brasil Ressegurados (IRBR3) subiu 5,16%, para R$ 3,26, seguida da CSN (CSNA3), que teve alta de 5,01%, negociada a R$ 28,49.

BR Malls

BR Malls (BRML3) teve alta de 0,85%, para R$ 9,48. O avanço ocorreu na esteira da venda de 30% de sua participação no Center Shopping Uberlândia, em Minas Gerais, para os atuais sócios do empreendimento por R$ 307 milhões – quantia que será paga à vista.

Embraer e Americanas

A Embraer (EMBR3) caiu 4,17%, para R$ 17,02, e o papel da Americanas (AMER3) teve baixa de 4,16%, para R$ 31,10, depois de encerrar o pregão da véspera em forte alta.

Vibra

Vibra Energia (VBBR3) caiu 1,64%, para R$ 23,35. A companhia e os sócios fundadores da Vibra Comercializadora (antiga Targus) passarão a compor um bloco de acionistas da comercializadora de energia Comerc, detentores de 50% de seu capital social, conforme previsto em acordo anunciado no ano passado. A Vibra também informou que um avanço do negócio permitiu que a empresa tenha a opção de adquirir até a totalidade das ações de emissão da Comerc, a partir de 2026.

Mater Dei

A Mater Dei (MATD3) fechou com valorização de 1,91%, para R$ 16. A empresa informou que seu conselho de administração aprovou, por meio de sua subsidiária RMDS Participações S/A, a compra de 75% a 80% do Hospital e Maternidade Santa Clara (HSC), que fica em Uberlândia (MG), com a permanência da grande maioria dos médicos sócios do HSC.

Veja também

Home Broker grátis e taxa de corretagem GRÁTIS para Ações. Partiu investir? Invista agora

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu