Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa fecha próximo à mínima do dia aos 102 mil pontos; dólar sobe 0,8%

Em tramitação no Congresso, PEC dos precatórios passou a ser vista pelo mercado como opção viável para contas públicas.

Publicado

em

ibovespa

O Ibovespa, principal índice da B3, encerrou a quinta-feira (18) em queda, após atingir na véspera o menor patamar em um ano. O dólar subiu, enquanto participantes do mercado avaliavam as perspectivas fiscais do Brasil em meio à tramitação da PEC dos precatórios no Congresso.

O Ibovespa caiu 0,51%, aos 102.426 pontos, após chegar a 102.014 pontos na mínima e a 103.757 pontos na máxima do dia ao movimentar R$ 21,1 bilhões. O dólar subiu 0,8%, comercializado a R$ 5,569, depois de bater R$ 5,5776 na máxima da sessão e R$ 5,5249 na mínima.

A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que altera o pagamento dos precatórios e as regras para o teto de gastos foi a forma que o governo encontrou para custear os gastos com o Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família. O mercado passou a considerar que a PEC seria a opção viável para o governo fornecer auxílio à população de pelo menos R$ 400 por família no ano que vem sem levar a descontrole das contas públicas, embora a medida continue sendo vista como prejudicial à credibilidade fiscal do Brasil, por alterar regras do teto de gastos.

Mas temores de adoção de “planos B” pelo governo para financiar mais gastos persistem, enquanto um texto alternativo apresentado à PEC na quarta-feira por três senadores – prevendo o pagamento dessas dívidas da União fora do teto dos gastos públicos – desagradou investidores.

“Isso indicaria que o país não tem liquidez para honrar suas obrigações”, disse à Reuters Lucas Schroeder, diretor de operações da Câmbio Curitiba, citando preocupações do mercado com a trajetória da dívida pública no longo prazo.

Além disso, “a imprevisibilidade pesa no mercado”, afirmou o especialista, uma vez que não há perspectivas claras sobre qual versão do texto da PEC será aprovada pelo Congresso.

Destaques da B3

A ação CASH3 encerrou no topo das principais altas do Ibovespa tendo como pano de fundo a mudança de recomendação e preço-alvo dos papéis da Méliuz pelo Bank of America (BofA). Entre as principais quedas do pregão ficaram as ações das siderúrgicas Usiminas e CSN. A JBS, que anunciou investimentos no mercado de proteína cultivada, e a Hypera, que informou a venda de produtos da Colômbia e México para a Eurofarma, subiram. Fora do Ibovespa, a Alliar disparou em meio a notícia de que o investidor Nelson Tanure deve assumir o controle da empresa. Confira os destaques.

Bolsas mundiais

Wall Street

Os principais índices de Wall Street viraram para alta nesta quinta-feira.

O índice Dow Jones caiu 0,17%, a 35.870 pontos, enquanto o S&P 500 subiu 0,34%, a 4.704 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,45%, a 15.993 pontos.

Europa

As ações europeias fecharam em baixa nesta quinta-feira, interrompendo uma série de quebras de recordes alimentada por balanços fortes, pressionadas pela fraqueza nas ações relacionadas às commodities devido à queda nos preços de petróleo e metais.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,48%, a 7.255 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,18%, a 16.221 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,21%, a 7.141 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,59%, a 27.661 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 1,00%, a 8.903 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 1,72%, a 5.578 pontos.

Ásia e Pacífico

O mercado acionário da China fechou em baixa nesta quinta, liderado pelas ações relacionadas ao metaverso depois de a mídia estatal apontar riscos, enquanto as incorporadoras imobiliárias caíram em meio a preocupações com a liquidez.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,30%, a 29.598 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,29%, a 25.319 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,47%, a 3.520 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,99%, a 4.837 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,51%, a 2.947 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,44%, a 17.841 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,13%, a 3.237 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,13%, a 7.379 pontos.

(*Com informações da Reuters)

Veja também

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!