Siga nossas redes

Finanças

Rug pull: como não cair no golpe que afeta investidores cripto

Veja como funciona e como evitar a ‘puxada de tapete’, uma das fraudes mais comuns envolvendo criptomoedas.

Publicado

em

Criptomoedas

Os criptoativos têm atraído cada vez mais o interesse de brasileiros. Segundo o diretor de política monetária do Banco Central, Bruno Serra, o fluxo acumulado em criptomoedas atingiu cerca de US$ 12 bilhões, tendo crescido recentemente para patamares em torno de US$ 600 a quase US$ 800 milhões ao mês. De carona na alta do interesse por estes ativos, golpes envolvendo criptoativos vêm ganhando força. E o rug pull é um deles.

De acordo com pesquisa da Ciphertrace, empresa especializada em segurança e conformidade de protocolos blockchain, este tipo de golpe gerou prejuízos de US$ 113 milhões para o investidor entre janeiro e julho deste ano.

Você sabe identificar como acontece o rug pull e como evitá-lo? Confira a seguir:

O que é rug pull?

Rug pull, na tradução literal do inglês para o português, significa puxar o tapete.

Este termo tem ganhado notoriedade no mundo das criptomoedas, por estar relacionado a um tipo de fraude nas transações envolvendo estes ativos. O golpe vem sendo cada vez mais aplicado, na esteira do aumento do número de investidores em criptoativos.

Esta prática costuma ser mais usual em corretoras de criptomoedas descentralizadas, já que, nelas, qualquer um pode fazer a inclusão de um criptoativo. É diferente do que acontece com as corretoras centralizadas, que, antes de adicionarem o ativo, realizam uma curadoria.

Como funciona o golpe rug pull?

Trata-se de uma prática de manobra no mercado de criptoativos.

Orlando Telles, diretor de research da Mercurius Crypto, explica que o rug pull acontece quando existem movimentações, principalmente, por parte de um time de desenvolvedores ao lançarem um token.

Mas o que é token? É um registro digital, uma espécie de contrato ou chave que atesta que você tem posse de algum ativo. É como se fosse uma prova da propriedade intelectual, assegurando que alguém é dono daquele ativo.

“No golpe, eles estimulam a entrada de diversos investidores e depois liquidam suas posições tendo um lucro bem grande, normalmente abandonando o projeto e, naturalmente, causando um prejuízo significativo para a maioria os investidores”, diz.

Telles afirma que uma das características mais claras deste golpe é a comunidade do token, que é muito engajada, apontando que ele vai valorizar de uma forma muito exponencial. Segundo o diretor de research da Mercurius Crypto, quando há essa manipulação do mercado, são feitas valorizações de grandes proporções em um único dia e isso acaba atraindo diversos investidores.

“Cria-se o FOMO (Fear of Missing Out), o medo dos investidores perderem oportunidades, e aí eles entram nestes ativos. Normalmente, são ativos pequenos, de baixo volume e é feita a crescente do preço até o momento em que o time de desenvolvedores ou membros que está manipulando o mercado decide sair, jogando o preço da criptomoeda para baixo”, explica Telles.

Veja alguns casos de rug pull

Amplify.money

Neste caso, foram roubados cerca de US$ 10 milhões de investidores. A justificativa da equipe do projeto foi a de que “um dos desenvolvedores comprometeu uma carteira e foi capaz de aproveitar-se de uma vulnerabilidade pouco conhecida”.

WhaleFarm

O projeto com este nome acabou desaparecendo com US$ 2 milhões de investidores em junho deste ano. A promessa era de um retorno de 7.217.848% ao ano e a empresa não tinha um mês de existência.

Unicat

Foram roubados US$ 200 mil em criptomoedas, com um controle dos tokens dos usuários do protocolo por meio de uma brecha dos contratos inteligentes.

Thodex

Neste caso, o CEO da exchange de criptomoedas turca Thodex desapareceu e levou US$ 2 bilhões no mês de abril. O golpe, que não tem detalhes esclarecidos, teria prejudicado cerca de  30 mil dos 390 mil usuários ativos da plataforma.

TurtleDex

A TurtleDex sumiu com US$ 2,5 milhões de seus investidores em março deste ano, alguns dias depois de fazer a pré-venda dos seus tokens. Neste caso, os desenvolvedores do projeto fizeram uma drenagem dos fundos do protocolo, que foram convertidos para ether e foram enviadas para as corretoras descentralizadas. A intenção era fazer o saque do dinheiro.

Fraude de liquidez e manipulação algorítmica

Ilustração de moedas de cripto para alertar o golpe do Rug pull

Um dos casos mais comuns do golpe rug pull é a chamada fraude de liquidez. Os criadores do token fazem uma cópia do código aberto e realizam a emissão de um token.

Na sequência, é feita uma divulgação forte para atrair investidores, ocorre a listagem do token em alguma corretora descentralizada, fazendo o pareamento com alguma criptomoeda bem conhecida para formar liquidez.

Com isso, investidores acabam sendo atraídos pela promessa de lucros altos, entram no ativo, mas os desenvolvedores do projeto fazem a liquidação de suas posições de uma única vez, ficando com todo o lucro e os investidores com o prejuízo.

A outra possibilidade comum do golpe é por meio da manipulação direta do código dos contratos inteligentes. Quando o usuário realiza a troca de um token por outro em uma corretora descentralizada, um desenvolvedor pode fazer a alteração das funções de aprovação para que os usuários consigam comprar apenas um token específico, mas que não consiga gastá-lo.

A partir daí, com a manipulação do algoritmo, comprar ou trocar o token fica disponível somente para quem são os desenvolvedores do projeto.

Como evitar o golpe rug pull?

Como em todo investimento, atenção nunca é demais, afinal, os golpes estão cada vez mais comuns e são das formas mais variadas, deixando muitos investidores no prejuízo.

Para não cair em armadilhas de golpistas, confira as principais dicas dos especialistas:

  • Analise as criptomoedas: é fundamental o investidor em criptoativos saber quais são os ativos que está investindo. Para isso, o conhecimento e a compreensão deste mercado e moedas é essencial. É importante estudar, se informar, trocar experiências e verificar se determinada criptomoeda oferecida realmente existe. Do contrário, o investidor pode fica suscetível a golpes.
  • Evite comunidades especuladoras: tome suas decisões de investimentos em criptoativos baseadas nas informações que buscou. Tenha cuidado com estratégias criadas por golpistas para chamar a atenção de vítimas e roubar seu dinheiro. Geralmente, são anunciados bons rendimentos, sempre positivos, acima da média e de ganhos rápidos. Se atente ao projeto que agrega valor e que não é focado no preço do ativo.
  • Atenção com ativos de baixo volume ou com valorizações expressivas: desconfie de promessas de ganhos e valorizações exorbitantes. Nenhum meio de vendas oficial faz propagandas oferecendo criptomoedas, tampouco garantias de boas rentabilidades. É preciso ter uma justificativa fundamentalista por trás.

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Compre Ações em apenas 3 cliques e aproveite taxa ZERO de corretagem! Invista já

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!