Siga nossas redes

Geral

5 fatos para hoje: plano do BC para a inflação; prejuízo do turismo

O presidente da autoridade monetária afirmou que o plano de voo do Banco Central para o controle da inflação mira horizonte mais longo.

Publicado

em

Presidente do Banco Central Campos Neto

1 – Plano de voo do BC para controle da inflação mira horizonte mais longo, ressalta Campos Neto

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, afirmou na terça-feira que o plano de voo do BC para o controle da inflação mira horizonte mais longo e que, apesar de algumas surpresas inflacionárias, a autoridade monetária acha importante comunicar que não reagirá a cada dado novo.

Questionado, durante evento promovido pelo BTG Pactual, se a mensagem de que fará o que for necessário para a inflação era direcionada para o ciclo de alta da Selic e para o ritmo de aperto, ou somente para o ciclo, ele buscou esmiuçar a intenção do BC com a comunicação adotada.

“Quando a gente fala ‘whatever it takes’ (fazer o que for necessário) basicamente a gente está querendo dizer o seguinte: a gente tem um instrumento na mão que vai ser usado da forma como ele precisa ser usado e a gente entende que a gente pode levar a Selic até onde precisar ser levada para que a gente tenha uma convergência da meta no horizonte relevante”, afirmou.

“Mas a gente também gostaria de dizer que isso não significa que o BC vai reagir, que vai ter alterações no plano de voo, a cada dado de alta frequência que sai. Ou seja, algumas coisas a gente tem comunicado, já tinha antecipado, algumas coisas de disseminação (de inflação) estão um pouco piores de fato na ponta, mas a gente tem um plano de voo que a gente olha num horizonte mais longo. Isso não significa que você não vai atingir o objetivo de estabilizar, de fazer a convergência da inflação à frente”, completou.

2 – CNC: Turismo brasileiro acumula prejuízo de R$ 413,1 bilhões na pandemia

As atividades turísticas já somam um prejuízo de R$ 413,1 bilhões desde o agravamento da pandemia do novo coronavírus no país, em março de 2020, até julho deste ano, calcula a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

O setor chegou a julho de 2021 com ociosidade ainda elevada, operando com aproximadamente 63% da sua capacidade mensal de geração de receitas. Apesar dos prejuízos acumulados, o setor de turismo já apresenta sinais claros de maior dinamismo, avalia o economista Fabio Bentes, responsável pelo estudo da CNC.

“As perdas mensais de receitas, por exemplo, recuaram pelo quarto mês consecutivo e tendem a se reduzir na medida em que as barreiras à circulação de turistas forem relaxadas”, escreveu Bentes, em relatório.

A CNC aumentou sua projeção de crescimento para as atividades turísticas em 2021, de uma alta de 18,2% para 19,1% no volume prestado de serviços turísticos. O segmento teve um tombo de 36,6% em 2020, afetado pela crise sanitária.

3 – Grupo Soma e Cia Hering aprovam combinação de negócios em AGEs

O Grupo Soma informou por meio de fato relevante à CVM que a combinação de negócios com a Cia Hering, anunciada em abril, foi aprovada em assembleias das duas companhias na terça-feira (14).

Na sequência seu conselho de administração se reuniu e decidiu pela confirmação do cumprimento das condições suspensivas previstas no Acordo de Associação e no Protocolo e Justificação da Operação.

Também confirmou o valor da parcela em dinheiro a ser pago aos acionistas da Hering, após os ajustes previstos no acordo, no montante de R$ 9,5415843 por ação ordinária. Esse valor equivale, portanto, a R$ 7,9153303 por ação preferencial resgatável de emissão da Cidade Maravilhosa Indústria e Comércio de Roupas a ser recebida pelos acionistas da Hering.

Foi ainda confirmada a relação de troca de 1,625107 ação ordinária de emissão da Soma para cada ação ordinária de emissão da Hering e a ratificação de que o fechamento e data de corte da operação serão em 17 de setembro de 2021.

4 – Fabio Faria diz que edital do 5G será votado na Anatel na semana que vem

O ministro das Comunicações, Fabio Faria, afirmou na terça-feira (14) que o edital do 5G será votado na Anatel já na semana que vem. A votação foi adiada após um pedido de vista do conselheiro Moisés Queiroz Moreira.

“Está agora na Anatel, teve um pedido de vista. Falei com o relator e ele me garantiu que está mandando as perguntas finais para o ministério, das recomendações do TCU, e na semana que vem, estaremos votando para publicarmos o edital e termos o leilão do 5G pro País”, declarou Faria durante a solenidade de entrega do Prêmio Marechal Rondon de Comunicações.

O ministro reafirmou a meta de instalar a rede 5G no país até julho de 2022.

5 – Bolsonaro faz aceno e diz que não há como acreditar em futuro sem entendimento com Judiciário

Após a escalada de tensão com o Supremo Tribunal Federal (STF) nas semanas anteriores, o presidente Jair Bolsonaro fez um aceno na terça-feira e disse que não há como não acreditar no futuro do país sem o entendimento com os Poderes Judiciário e Legislativo.

“Não tem como nós não acreditarmos no futuro desta nação tendo aí o Legislativo, tendo o Judiciário cada vez se entendendo mais para o bem comum de todos nós”, afirmou ele, durante a entrega do Prêmio Marechal Rondon de Comunicações, no Palácio do Planalto.

Segundo Bolsonaro, o governo conversa com todo mundo, destacando que a premiação é um reconhecimento a todos que colaboram com o governo e o Brasil. Um dos agraciados foi o ministro do STF e ex-presidente da corte Dias Toffoli.

“O que seria do governo sem a colaboração com o Senado, com a Câmara e, em alguns momentos, com o Supremo Tribunal Federal”, disse ele.

Na quinta-feira da semana passada, Bolsonaro já havia mudado de tom em relação ao STF ao divulgar uma Declaração à Nação, na qual afirmou que existem “naturais divergências” em algumas decisões do ministro da corte Alexandre de Moraes, mas que essas questões devem ser resolvidas por medidas judiciais que serão tomadas.

(*Com informações da Reuters e Estadão Conteúdo)

Veja também

Investir em Ações é ainda mais fácil com taxa de corretagem ZERO! Aproveite agora

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!