Siga nossas redes

Geral

Auxílio emergencial: saques em dinheiro da 4ª parcela começam na segunda-feira

Veja o calendário de pagamentos da quarta parcela do auxílio.

Publicado

em

auxílio
Saque do auxílio emergencial

Os saques em dinheiro da quarta parcela do auxílio emergencial começam a ser liberados pela Caixa Econômica Federal a partir de segunda-feira (2), para beneficiários nascidos no mês de janeiro. O calendário de retiradas vai até o dia 18 de agosto (veja as datas abaixo).

A Caixa encerrou nesta sexta-feira (30) os pagamentos da quarta parcela do auxílio em poupança social digital para os beneficiários do Bolsa Família e os demais inscritos no programa pelo site e aplicativo do banco.

Foi prorrogado o auxílio emergencial?

No começo de julho, o governo confirmou a informação de que o auxílio emergencial será renovado por mais três meses, com a expectativa de ganhar tempo para o avanço da vacinação contra a covid-19. No entanto, o calendário oficial ainda não foi divulgado.

Calendário de saques da 4ª parcela do auxílio emergencial

Veja abaixo as datas de pagamento (saques em dinheiro) para inscritos no app e site da Caixa e Cadastro Único:

Mês de nascimentoSaques
Janeiro02/08
Fevereiro03/08
Março04/08
Abril05/08
Maio09/08
Junho10/08
Julho11/08
Agosto12/08
Setembro13/08
Outubro16/08
Novembro17/08
Dezembro18/08

Quem pode receber o auxílio emergencial

Segundo as regras estabelecidas pela Medida Provisória 1.039/2021, tem direito a receber o auxílio emergencial as famílias com renda mensal de até três salários mínimos (R$ 3.300), desde que a renda por cada membro seja inferior a um salário mínimo (R$ 1100).

O beneficiários são aqueles que foram considerados elegíveis até o mês de dezembro de 2020.

O valor médio do benefício será de R$ 250, mas pode mudar entre R$ 150 e R$ 375 de acordo com o perfil da pessoa e composição da sua família.Veja seguir:

  • Família monoparental chefiada por uma mulher receberá R$ 375
  • Famílias em geral devem receber R$ 250
  • Pessoas que moram sozinhas vão receber R$ 150

Consulta do auxílio emergencial no Dataprev

A consulta poderá ser feita pelo Portal de Consultas da Dataprev. Para isso, o cidadão deverá informar CPF, nome completo, nome da mãe e data de nascimento.

Quem já recebe o Bolsa Família e inscritos no CadÚnico não estarão na lista da Dataprev já que, nesses casos, as parcelas serão depositadas automaticamente – desde que o beneficiário se encaixe nos critérios de elegibilidade do auxílio.

Como baixar o Caixa Tem em 3 passos

  1. Acesse a Google Play Store ou a Apple Store e baixe o aplicativo. O acesso é exclusivo aos beneficiários do auxílio emergencial, saque emergencial do FGTS, auxílio BEm e Bolsa Família e Abono Salarial do PIS.
  2. O acesso é feito com seu CPF e uma senha numérica cadastrada na primeira vez que o app é utilizado. 
  3. No primeiro acesso, você receberá um código via SMS para confirmar sua identificação. Informe o número do seu telefone e depois digiteo código recebido.

Ao entrar no aplicativo, o usuário deve acessar a conversa “Atualize seu cadastro”. Em seguida, é necessário enviar uma foto (selfie) e os documentos pessoais (identidade, CPF e comprovante de endereço).

Como sacar o auxílio emergencial

Para realizar o saque em dinheiro, é preciso fazer o login no aplicativo Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”.

Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado para saque em dinheiro nas agências, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Continua disponível aos beneficiários a opção de utilização dos recursos creditados na Poupança Social Digital para a realização de compras, por meio do cartão de débito virtual e QR Code, pagamento de boletos, contas de água, luz, telefone, entre outros serviços.

Com o aplicativo Caixa Tem, também está disponível a funcionalidade para pagamentos sem cartão nas cerca de 13 mil unidades lotéricas do banco.

Leia também:

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!