Siga nossas redes

Mais Investnews

Será o retorno da estagflação no Brasil?

Banco Central sinalizou que pode subir os juros para um patamar acima do neutro até o fim do ano.

Publicado

em

Com aumento de 1 ponto percentual para a taxa Selic na semana passada, que agora está em 6,25%, o Banco Central (BC) já sinalizou que pode subir os juros para um patamar acima do neutro até o fim do ano, ou seja, para um nível em que os preços serão pressionados para baixo.

Mas com a inflação se mostrando mais persistente do que o esperado, os esforços do BC podem ser insuficientes caso o país caminhe para o pior dos cenários: uma situação de estagflação.

Esse cenário se configura quando dois monstros da economia se juntam: inflação alta com baixo crescimento. Isso porque os preços sobem e a vida não melhora. Essa combinação de percepções atingiu com mais força a vida do brasileiro nos últimos meses e pode ficar pior.

Pressionado sobretudo pelos combustíveis e pela energia elétrica, o IPCA, que é índice oficial de preços, já encostou nos dois dígitos em 12 meses. Porém, é muito acima do teto da meta para o ano. Enquanto isso, a previsões para o avanço do PIB (que é o Produto Interno Bruto) no terceiro trimestre já ficam perto de zero, depois de uma leve queda na atividade de 0,1% de abril a junho.

No Mais InvestNews desta segunda-feira (27), Samy Dana e Dony De Nuccio explicam tudo sobre a estaginflação. Confira!

Você também verá:

  • O Ibovespa fecha em alta depois de “susto” com coletiva de imprensa da Petrobras.
  • O Facebook anunciou que vai investir 50 milhões de dólares em uma “metaverso”.
  • Indústria de aviação teme a falta de pilotos.
  • Vale tem ao menos 39 funcionários presos em uma mina, no Canadá.

Leia também:

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Faça seu dinheiro começar a render mais hoje! Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!