Siga nossas redes

Invista Melhor

Conheça cinco regras para obter sucesso ao investir em ações

Entenda quais são os princípios que Pat Dorsey desenvolveu.

Publicado

em

Tiago Reis

Em seu livro “The Five Rules for Successful Stock Investing”, Pat Dorsey traça quais seriam, na sua visão, as cinco regras essenciais para realizar um bom investimento em ações. Para Dorsey, um bom investidor segue os seguintes princípios:

1. Faça sua lição de casa

Apesar de parecer óbvio, muitos investidores não pesquisam sobre as empresas por trás das ações que eles estão comprando. De acordo com Dorsey, se você não conhece completamente a empresa que você planeja investir, você não deveria investir nela.

Assim, não deve-se apenas seguir dicas ou recomendações de forma cega, mas sim buscar ter um entendimento por conta própria sobre a empresa que está comprando, pode ser lendo relatórios de analistas e lendo os próprios documentos disponibilizados por tais companhias.

2. Encontre MOATs

Para Dorsey, o que separa uma boa companhia de uma companhia ruim são as vantagens competitivas que elas detém, também conhecidas como MOATs.

Em um livre mercado, setores que detém um retorno acima da média tendem a atrair competição acima da média, visto que todos buscarão possuir esse alto retorno. Com a competição aumentando, a tendência é que haja uma guerra de preços e uma divisão de clientes.

Assim, aquele negócio que inicialmente era muito bom, passa a não ser tão rentável após a entrada de novos competidores. Com o tempo e com a consolidação de novos competidores, a tendência é que os retornos deste setor se reduzam à média do mercado em geral.

No entanto, companhias com vantagens competitivas conseguem impedir tal regressão à média. Quando uma empresa possui uma vantagem competitiva, isto implica dizer que seus demais concorrentes não conseguem competir de forma igualitária com ela.

Dessa forma, essas empresas com vantagens competitivas conseguem permanecer com rentabilidades acima da média de seus setores e do mercado por um longo período de tempo.

Identificar estas vantagens competitivas e as companhias que as detém é um passo importantíssimo para investir em empresas excelentes com grandes retornos de longo prazo.

3. Tenha uma margem de segurança

Encontrar boas empresas é somente metade do processo de investimento. A outra metade é descobrir o quanto tais empresas valem e pagar barato por elas.

O objetivo de qualquer investidor deve ser comprar ações por um preço inferior ao quanto elas realmente valem. A diferença entre o preço da ação e seu valor intrínseco é a margem de segurança.

Como o mundo das finanças e economia é um mundo altamente imprevisível, o uso de uma margem de segurança para comprar ações é uma forma de remediar uma imprecisão inerente em estimativas do valor intrínseco de uma empresa.

Assim, uma regra para um investidor de sucesso é sempre utilizar a margem de segurança, sendo que tal margem deve ser maior a depender da incerteza por traz das estimativas e do investimento de forma geral.

4. Invista para o longo prazo

Investir é um ato voltado para o longo prazo. Comprar e vender ações de forma frequente e em pequenos intervalos destrói grande parte dos retornos potenciais de um investimento, dado que os custos e taxas das operações começam a se tornar grandes demais.

5. Saiba quando vender

Saber quando é necessário vender uma ação é tão importante quando saber a hora de comprar. De acordo com Dorsey, o segredo para saber a hora de vender é acompanhar mais de perto as empresas que você é sócio.

Para Dorsey, você nunca deve vender uma ação porque seu preço caiu, de modo que as quedas no preço de uma ação na realidade são uma oportunidade para você comprar os mesmos papéis, sob preços mais descontados.

Uma queda nos preços das ações não é motivo de preocupação, o real motivo de preocupação é uma queda ou deterioração dos fundamentos da empresa. Assim, você deve vender uma ação quando a empresa por detrás perdeu os fundamentos que o fizeram comprar seus papéis em primeiro lugar.

Além disso, da mesma forma que se usa a margem de segurança para comprar, há de se usar para vender. Caso uma ação suba acima de seu valor intrínseco e pare de negociar com uma margem de segurança, é uma boa ideia vender tal papel.

Por fim, também há sempre de ponderar o custo de oportunidade, que é a resposta da pergunta: eu poderia fazer algo melhor com esse dinheiro?

Caso haja uma ação mais atrativa ou qualquer outro investimento, há de se considerar vender sua posição em determinado ativo para investir no mais atrativo.

Assim, sabendo como avaliar a qualidade de uma empresa, seu valor justo, entendendo a filosofia do longo prazo e entendendo quando é a hora de se desfazer de um papel, um investidor deve ter as características chaves para ser um investidor de sucesso, conforme ensina Pat Dorsey.

*A Suno é uma casa de análise especializada em conteúdo sobre investimentos e educação financeira para o pequeno investidor pessoa física.

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Compre Ações em apenas 3 cliques e aproveite taxa ZERO de corretagem! Invista já

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.