Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa fecha em alta de 1,54% em meio aos balanços; dólar vai a R$ 5,40

Ibovespa chegou a subir mais de 2% durante o pregão desta quinta.

Publicado

em

ibovespa

O Ibovespa, principal índice da B3, encerrou a quinta-feira (11) em alta, de olho na temporada de balanços do 3º trimestre. Já o dólar caiu com força, em meio a expectativas crescentes de que o Banco Central endurecerá o ritmo de alta da taxa Selic, devido às pressões da inflação no país.

O Ibovespa subiu 1,54%, aos 107.594 pontos, depois de oscilar entre 105.987 pontos e 108.669 pontos. O indicador atingiu volume financeiro de R$ 23, 8 bilhões, um pouco acima dos R$ 22,3 bilhões do pregão da véspera.

O dólar caiu 1,74%, comercializado a R$ 5,4072, após atingir a mínima de R$ 5,38 e a máxima de R$ 5,48.

Inflação e juros

Investidores atribuíram queda recente do dólar em relação ao real a expectativas de que o Banco Central pode intensificar seu atual ritmo de elevação de juros, uma vez que dados domésticos sobre os preços ao produtor continuam a surpreender para cima.

Na quarta-feira, o IBGE informou que o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 1,25% em outubro, após alta de 1,16% no mês anterior, alcançando a maior variação para o mês desde 2002 (1,31%). Em 12 meses, a alta foi de 10,67%, resultado mais forte desde janeiro de 2016 (+10,71%).

“Nossa avaliação é que o Banco Central precisa acelerar o ajuste da política monetária para evitar perder totalmente o controle sobre as expectativas, que já sinalizam perda da meta para a inflação em 2022″, disse a Genial Investimentos em nota.

Juros mais altos tendem a tornar o mercado de renda fixa doméstico mais atraente, consequentemente elevando a demanda pelo real.

PEC dos precatórios

Investidores também estão de olho no noticiário em torno da PEC dos precatórios. O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), que ficará a cargo da relatoria da proposta na Casa, afirmou acreditar que há chances de senadores manterem o texto aprovado pela Câmara. Ele não descartou, no entanto, que possa ser aprimorado.

Em relatório desta quinta-feira, o Bradesco disse que “a aprovação da PEC dos Precatórios na Câmara removeu parte das incertezas do cenário fiscal, mesmo com o prosseguimento da proposta no Senado, o que ajuda a explicar também a dinâmica dos mercados locais, especialmente curva de juros e taxa de câmbio.”

Destaques da B3

Em em mais um dia de rodada de balanços, as ações da Via despencaram após a companhia reportar prejuízo no terceiro trimestre. Na outra ponta, os papéis de Méliuz, Azul e CSN dispararam. Confira os destaques.

Bolsas mundiais

Wall Street

Os índices S&P 500 e Nasdaq se recuperaram nesta quinta-feira, após dois dias de vendas provocadas pela inflação, mas perdas da Walt Disney Co pesaram sobre o Dow após desaceleração do crescimento de assinantes de seu serviço de vídeo por streaming.

O Dow Jones encerrou em queda de 0,44% aos 35.921 pontos, enquanto Nasdaq acelerou 0,52%, para 15.704 pontos, e o S&P 500 subiu 0,06% para 4.649 pontos.

Europa

As ações europeias fecharam em máxima recorde nesta quinta, depois que o alívio em torno da incorporadora imobiliária China Evergrande beneficiou as ações de mineração focadas na China, enquanto uma série de balanços corporativos fortes ajudou no sentimento.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,60%, a 7.384 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,10%, a 16.083 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,20%, a 7.059 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,26%, a 27.633 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,54%, a 9.092 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,06%, a 5.707 pontos.

Ásia

As ações da China avançaram mais de 1% nesta quinta-feira, contrariando a tendência na Ásia, com os investidores optando por ações imobiliárias com a aposta de que Pequim vai relaxar suas políticas para impedir um colapso do setor.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,59%, a 29.277 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 1,01%, a 25.247 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 1,15%, a 3.532 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,61%, a 4.898 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,18%, a 2.924 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,61%, a 17.452 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,21%, a 3.238 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,57%, a 7.381 pontos.

Veja também

  • Como a marcação a mercado influencia o Tesouro Direto?
  • Investir em bolsa (só que de grife) pode gerar altos retornos
  • O que acontece quando o investidor ignora a probabilidade nas suas decisões?
  • Aura Minerals, CSU CardSystem e Aeris: o que esperar após balanços?
  • Por que a ação da Braskem caiu quase 12% após o balanço do 3º trimestre?

Investir é mais fácil do que você imagina. Aqui tem o investimento ideal para o seu perfil. Vem pro Nu invest!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!