Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa sobe 1,24% impulsionado por Petrobras e sessão sem Wall Street

Já o dólar terminou o dia em queda sobre o real.

Publicado

em

imagem decorativa ibovespa b3

O Ibovespa, principal índice da bolsa brasileira, encerrou a quinta-feira (25) em alta, em sessão com menor volume do que o usual, dado que os índices acionários dos Estados Unidos estão fechados por conta de feriado. Localmente, números sobre a inflação e o cenário fiscal seguiram no radar. O volume financeiro atingiu R$ 16,01 bilhões ante R$ 19,57 bilhões registrados no pregão da véspera.

O Ibovespa subiu 1,24%, aos 105.811 pontos, após oscilar entre 104.514 pontos e 106.400 pontos. Já o dólar caiu 0,54%, comercializado a R$ 5,5648 ao atingir R$ 5,5983 na máxima e R$ 5,5484 na mínima.

Cenário interno

Com mercado norte-americano fechado, na sequência de um dia agitado no exterior, investidores se voltam para a cena local nesta quinta. O IPCA-15, a prévia da inflação, subiu 1,17% em novembro, divulgou o mais cedo o Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), contra estimativa de 1,10%, segundo pesquisa Reuters com economistas. Trata-se da taxa mais elevada para um mês de novembro desde 2002. Na medição anterior, em outubro, o indicador avançou 1,20%.

“Segundo mês consecutivo de surpresa no IPCA-15, com a elevação das medidas de núcleo acompanhadas pelo Banco Central, podem colocar maior pressão sobre a próxima decisão do Copom, em dezembro”, escreveram analistas do BTG Pactual Digital incluindo Álvaro Frasson.

No cenário fiscal, investidores seguem atentos a qualquer novidade sobre a PEC dos precatórios, que deve ser votada em comissão no Senado na semana que vem. Para Flávio Conde, head de renda variável da Levante, apesar da solução não ser a esperada pelo mercado, já que não tem uma indicação de onde virá a receita, por exemplo, para um Auxílio Brasil permanente, “existe sensação no mercado que essa novela (PEC) está perto do fim”.

Bolsas Mundiais

Europa

O mercado acionário europeu avançou nesta quinta-feira, com os investidores comprando setores defensivos, como serviços públicos, em meio a preocupações com o aumento nos casos de coronavírus no continente.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,33%, a 7.310 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,25%, a 15.917 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 0,48%, a 7.075 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve desvalorização de 0,04%, a 27.098 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,56%, a 8.840 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,69%, a 5.560 pontos.

Ásia e Pacífico

O mercado acionário da China fechou em baixa nesta quinta-feira sob o peso das incorporadoras imobiliárias e de automóveis, enquanto os semicondutores subiram após o governo dos Estados Unidos colocar algumas fabricantes de chips chinesas em sua lista de proibição comercial.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,67%, a 29.499 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,22%, a 24.740 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,24%, a 3.584 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,41%, a 4.896 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,47%, a 2.980 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,07%, a 17.654 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,17%, a 3.221 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,11%, a 7.407 pontos.

( * Com informações da Reuters)

Veja também

Investimento seguro, com boa rentabilidade e liquidez. Bora investir em CDB hoje? Invista agora!

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!