Siga nossas redes

Guia Financeiro

Ticker: o que significam os códigos das ações?

Saber interpretar os tickers ajuda o investidor a entender rapidamente as características de um ativo.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 7 minutos

A imagem mostra, de perto, o telão da B3 com diversos tickers de ativos e suas variações de valor.
Shutterstock / Casa da Photo

Existe um grande número de tickers – os códigos que representam os ativos listados em bolsa. Entender o que um ticker significa é fundamental para garantir a escolha certa do ativo. Um número ou letra errada no final e o investidor pode realizar uma operação totalmente diferente do que queria. 

Veja abaixo os principais pontos para interpretar os códigos dos ativos.

O que é o ticker de uma ação?

Ticker é o código de um ativo na bolsa de valores. PETR (Petrobras), ABEV (Ambev) e ITUB (Itaú Unibanco) são alguns exemplos de tickets. Em resumo, essa é a nomenclatura que representa a empresa no mercado de renda variável.

Se uma pessoa quer investir na bolsa, precisa saber a abreviação da empresa para conseguir buscar pelo ativo no home broker e negociar.

Para que servem os tickers?

A principal função do ticker é ajudar na identificação dos ativos na bolsa de valores. Portanto, entender a nomenclatura de um ativo permite que o investidor saiba o que está operando. 

Nesse caso, em cada bolsa de valores, o código pode mudar. Por exemplo, no Brasil, o código de uma empresa é formado por quatro letras e um número, enquanto que nos Estados Unidos, a nomenclatura da mesma empresa é dada pelo padrão do ADR (American Depositary Receipt). 

Sendo assim, a Ambev fica com o ticker “ABEV3” na B3 e “ABEV” no mercado americano. 

Além disso, o código de uma ação serve para identificar certas características de um ativo — o número 3 no ticker do código da Ambev diz, por exemplo, que é uma ação ordinária, não preferencial. 

Como interpretar os tickers

Veja abaixo a descrição dos sufixos dos códigos para entender melhor o que eles significam.

Letras

As 4 letras iniciais são a sigla do nome do ativo. Portanto, servem para identificar a empresa na qual se quer investir. Alguns exemplos de siglas de empresas na bolsa são: 

  • BBAS (Banco do Brasil SA)
  • EGIE (Engie Brasil Energia S.A.)
  • BRKM (Braskem S.A.)
  • GGBR (Gerdau S.A.)
  • QUAL (Qualicorp Consultoria e Corretora de Seguros S.A.)

Números

Cada número representa uma diferença entre grupos de ações. São 11 códigos distintos para o investidor identificar:

1Ativos com direito de subscrição a uma ação ordinária, ou seja, é possível garantir o direito de comprar dentro de um preço e prazo. 
2Ativos com direito a subscrição a uma ação preferencial, ou seja, é possível garantir o direito de comprar dentro de um preço e prazo. 
3Ativo é uma ação ordinária (como é o caso da Ambev – ABEV3).
4Ativo é uma ação preferencial (como é o caso da Petrobras – PETR4).
5 e 8 Ativos de ações preferenciais das classes A, B, C e D. Basicamente, identifica a classe a qual o ativo pertence. 
9Subscrição de ação ordinária.
10Subscrição de ação preferencial.
11Respectivo a BDRs, fundos imobiliários, ETFs e units. 

Mercado fracionário

Basicamente, dentro da bolsa de valores, existem dois mercados: à vista (também chamado de integral) e fracionário. 

A diferença entre eles está na quantidade dos ativos que podem ser negociados na transação. No mercado integral, é preciso comprar um lote com 100 ações. Já no mercado fracionário, o investidor pode comprar entre 1 e 99 ações. 

Sendo assim, se uma pessoa quiser comprar ações unitárias, é necessário utilizar o mercado fracionário. Nesse caso, ela precisa inserir um “F” no final do ticker do seu ativo.

Veja como fica o código de algumas ações no mercado fracionário: 

  • QUAL3F (Qualicorp Consultoria e Corretora de Seguros S.A.)
  • KLBN4F (Klabin S.A.)
  • UNIP6F (Unipar Carbocloro S.A.)

No mercado à vista, existe ainda uma subcategoria: o mercado de balcão. É um tipo de investimento voltado para empresas que não estão listadas na bolsa de valores (em geral, são negócios de menor porte), mas são passíveis de transação por instituições específicas. Assim, o mercado utiliza a letra “B” ao final da sigla do ativo.

Mercado de opções

Se alguém vai investir no mercado de opções, a nomenclatura muda um pouco. O ticker de um ativo no mercado de opções é dado da seguinte forma: sigla da empresa + letra representando o mês de vencimento e o tipo de transação + número do preço-alvo.

Basicamente, no mercado de opções, o mercado negocia o poder de comprar ou vender um ativo por um preço fixo em uma data futura. Ao comprar uma opção, o investidor paga uma espécie de “prêmio” ao vendedor para poder exercer o direito de comprar ou vender aquele investimento no futuro. 

Vamos imaginar que uma pessoa quer comprar uma opção da Qualicorp (QUAL) com o vencimento em setembro e preço alvo de R$ 50. O ticker ficaria QUALI50: QUAL + I (letra que representa compra no mês de setembro) + 50 (seu preço alvo). 

A seguir, veja as letras referentes a compra e venda conforme o mês: 

MêsCompraVenda
JaneiroAM
FevereiroBN
MarçoCO
AbrilDP
MaioEQ
JunhoFR
JulhoGS
AgostoHT
SetembroIU
Outubro JV
NovembroKW
Dezembro LX

Mercado futuro

Ao contrário do mercado de opções, em que é possível escolher se vende ou compra um ativo em determinado período, no mercado futuro o investidor é obrigado a realizar a operação com o ativo quando chegar o tempo.

Nesse caso, o ticker tem algumas particularidades. Primeiro estão três letras iniciais do código do emissor (exemplo: DOL = dólar), depois a letra representando o mês de vencimento (segue o mesmo padrão do mercado de opção) e dois números referentes ao ano de vencimento. 

Nesse caso, teríamos, por exemplo: DOLN20 = venda de dólar em fevereiro de 2020. 

Mercado a termo

Nesse mercado, o ticker do ativo recebe o sufixo “T” para identificar e relacionar o código a essa categoria. A nomenclatura é semelhante ao mercado à vista: quatro letras do ativo (QUAL) + número representando o grupo de ações (3) + T (letra do mercado), ficando QUAL3T. 

Mercado exterior

Cada bolsa de valores segue um padrão em relação ao ticker. Então, se uma pessoa for investir em uma corretora de fora do Brasil, o ideal é procurar saber como funciona no home broker do país.

No caso dos Estados Unidos, os tickers são formados por até quatro letras, portanto, a Microsoft é MSFT e a AAPL é a Apple, por exemplo. 

Como descobrir o ticker de uma ação?

Basta acessar o home broker e aparecerão os tickers das empresas mais negociadas na bolsa de valores. Se o ativo que o investitor quiser não estiver na lista, basta ir na barra de pesquisr e procurar pelo nome da empresa.

Além disso, é possível usar a página de cotação do InvestNews para consultar o ticker e o desempenho dos ativos. Veja abaixo os códigos de algumas ações da bolsa: 

Empresa Código
BCO BRASIL S.A.BBAS3
BCO BRADESCO S.A.BBDC4
ITAUSA S.A.ITSA4
BCO SANTANDER (BRASIL) S.A.SANB11
VALE S.A.VALE3
AMBEV S.A.ABEV3
PETROLEO BRASILEIRO S.A. PETROBRASPETR3
WEG S.A.WEGE3
JBS S.A.JBSS3
CENTRAIS ELET BRAS S.A. – ELETROBRASELET3
FLEURY S.A.FLRY3
GERDAU S.A.GGBR4
TRANSMISSORA ALIANÇA DE ENERGIA ELÉTRICA S.A.TAEE11
TOTVS S.A.TOTS3
SUZANO S.A.SUZB3
MAGAZINE LUIZA S.A.MGLU3
Via S.A.VVAR3
ENGIE BRASIL ENERGIA S.A.EGIE3
B3 S.A.B3SA3


Ganhe dinheiro com as variações cambiais enquanto seu patrimônio fica protegido. Invista em Dólar!

Anúncio Patrocinado Cripto no App do Nu! Cripto no App do Nu!

Anúncio Patrocinado Criptonews com Dony De Nuccio

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.