Siga nossas redes

Carteira de Ações Recomendadas Semanal

A nossa carteira foi selecionada pela área de análise do Nu invest para você que busca melhorar sua performance na Bolsa de Valores. Ela é composta por cinco ações que possuem a expectativa de bom desempenho no curto e médio prazo

Ações selecionadas da semana

Atualizado em 23-05-2022

Delay de 15 minutos

Código Preço Variação Semanal Retorno Acumulado Data de Entrada
RECV3 R$ 28,1
-0.92%
+12.08%
02/05/2022
SAPR11 R$ 20,45
+3.28%
+0.39%
11/04/2022
VULC3 R$ 11,37
+0.08%
+0.08%
23/05/2022
EGIE3 R$ 44,84
+2.82%
+14.7%
21/02/2022
JBSS3 R$ 35,46
+2.6%
-7.1%
25/04/2022

Desempenho da carteira

Desempenho do Ibovespa no mesmo período

Sobre a carteira

A Carteira Semanal é composta por cinco ações, cuja metodologia de escolha é baseada na análise do cenário de curto prazo associado ao uso da análise técnica para buscar ações com tendência de alta no curto e médio prazo nos gráficos semanal e diário. Voltada para investidores que buscam estar expostos as oscilações de curto prazo do mercado.

Siga o Investnews no Telegram e fique por dentro da abertura, fechamento e principais notícias que movimentam o mercado.

Desempenho

O fechamento oficial do relatório anterior, acabou sendo positivo, pois o resultado real é extraído apenas com os preços de abertura do primeiro pregão da semana.
Para esta semana com o fechamento de sexta feira temos um bom ganho em relação ao IBOV porém levemente abaixo do ETF BOVA11, que acabou sendo beneficiado no acumulado da semana por conta do gap de baixa na abertura de segunda feira.

IBOV

O índice continua mostrando a força compradora indicada nas últimas semanas e seguimos de olho na faixa dos 111 / 112 mil pontos. Essa resistência é muito importante e se não for superada com força é provável que a faixa dos 100 mil pontos seja testada com muita facilidade. Lembrando que o gráfico semanal ainda opera abaixo da média 9 exponencial.

RECV3

O ativo tem muito pouco histórico para afirmar que a tendência principal seria de alta, mas tomando como base o atual comportamento da PRIO3 e ENAT3, este papel também estaria em alta no longo prazo. Estávamos pela sexta semana seguida respirando e na mesma faixa de preço, ao longo desse tempo a MME9 se aproximou dos preços e indicava que poderia vir outra pernada de alta.

SAPR11

As últimas realizações não eram bem vindas de fato, mas a reação da última semana traz esperança de que no longo prazo de fato estamos formando um fundo arredondado. E como mencionado anteriormente a formação é lenta e pode ser simétrica à realização que foi vista ao longo dos dois últimos anos. O alvo maior da formação estaria na máxima atingida pós crise do Covid.

VULC3

Temos outro ativo tentando entrar em um novo movimento de alta após aproximadamente um ano operando de forma lateral. O gráfico semanal dele tem até o momento suporte nas médias 9 e 21 e o seu último candle encerra de forma tímida tendo toda sua formação ao lado da semana anterior. Sendo assim o rompimento da máxima dessas duas semanas poderia abrir espaço para maiores altas.

EGIE3

Por enquanto o comportamento segue dentro do esperado e até mesmo antes do suporte da MM21 o ativo voltou a mostrar força compradora, encerrando novamente acima da MME9. Com isso inicialmente vamos ficar de olho nas máximas das últimas semanas e em seguida no topo histórico, se o fechamento permanecer acima da média exponencial de 9 períodos.

JBSS3

Temos um longo prazo parado pelo oitavo mês seguido e já com a média 9 sendo testada pela terceira vez dentro desta congestão. Com isso vamos ver se as médias conseguem empurrar os preços para uma nova pernada de alta. A média móvel de 200 dias é testada novamente nesta semana e poderia ser mais um motivo para a saída da congestão atual.

Operar pelo Home Broker do Nu invest está ainda mais rápido e com um novo visual. Comece agora!

Anúncio Patrocinado Carteira Top 10

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.

Sobre o Analista

Hugo Simas Carone

Hugo Carone

Iniciou seus estudos em 1996 no mercado financeiro. É certificado CNPI-T desde 2010 e CCAT entre os anos de 2012-2015.