Siga nossas redes

Conexão B3

Por que a B3 resolveu mudar sua plataforma para o investidor pessoa física?

Nova área logada traz informações consolidadas e transparentes para que o investidor atue com confiança.

Publicado

em

por

Vinicius Brancher*

Todo investidor gosta de ter clareza sobre seus investimentos. Histórico, movimentações, ganhos. Ter tudo isso de maneira simples, prática e pensada para facilitar a experiência do investidor foi o objetivo da B3 quando começou a desenvolver a nova área logada para os mais de 3,7 milhões de investidores pessoa física em renda variável na bolsa do Brasil.

Na nova área logada, que já está no ar, os investidores poderão ter acesso às posições de sua carteira e acompanhar todas as movimentações dos seus investimentos de forma organizada, consolidada, segura e transparente, características que acompanham a bolsa nos produtos e serviços disponibilizados no mercado.

Pensamos em cada detalhe. A nova área logada do investidor na B3, que substitui o Canal Eletrônico do Investidor (CEI), vai contemplar as informações dos investidores feitas com ações, ETFs, Fundos Imobiliários, empréstimos de ativos, títulos públicos no Tesouro Direto, além de CDBs, LCIs, LCAs, debêntures, COEs e minicontratos, por exemplo.

Na prática, toda vez que um investidor negociar produtos de investimentos que são depositados ou registrados na B3 através de seu banco ou corretora, ele terá um site para ter a certeza de que o investimento foi realizado e está em seu nome, além de conseguir visualizar e acompanhar as movimentações de sua carteira de investimento num único lugar.

A nova área logada do investidor também vai mostrar as previsões de pagamentos de eventos das empresas e fundos imobiliários, como dividendos, rendimentos e juros sob capital próprio, por exemplo, além de dar a opção de diferentes períodos para consulta do saldo e papéis do seu portfólio.

Mesmo que o investidor tenha investimentos em mais de uma corretora ou banco, ele vai conseguir ver suas informações integradas a partir de agora, pois os ativos ficam disponíveis em um único extrato, divididos por tipo de investimento ou por corretora.

E as novidades não param por aí: é possível baixar seu informe de rendimentos de empréstimo de ativos, visualizar motivos dos bloqueios de seus ativos e checar os papéis colocados em garantia pela sua corretora. Em nossas entrevistas com o investidor ficou claro o desejo do investidor de manipular os dados para fazerem suas próprias análises. Assim todas as visões que existem no portal podem ser extraídas em formato PDF e Excel.

Mudar para melhor

Mas vocês devem estar curiosos para saber por que a B3 resolveu mudar sua plataforma para o investidor pessoa física.

Acho que são dois fatores essenciais que levaram essa nossa necessidade de mudar: o grande destaque que o investidor pessoa física tem ocupado no crescimento e amadurecimento do mercado de capitais brasileiro e a estratégia de contribuir com o mercado, nos aproximando dos investidores de varejo no Brasil.

Em dois anos, vimos mais do que o dobro de novos investidores entrando na Bolsa. Encerramos o mês de maio com 3.738.203 milhões de contas de pessoa física com posição direta em bolsa. Para efeito de comparação, em 2019, esse número era de 1,6 milhão de investidores, depois de longos anos estacionados na casa dos 500 mil. Novos produtos voltados a esse público foram criados e também desenvolvemos um Hub de Educação Financeira, apenas para citar algumas iniciativas.

O cenário da taxa juros baixos pesou nessa balança. Começamos a viver o que gosto de chamar de momento transformacional do mercado de capitais, com todos olhando com mais atenção para as necessidades e as oportunidades que surgiram com a chegada forte da pessoa física ao mercado.

O papel da B3 passa justamente por isso: apoiar esses novos investidores em sua jornada de investimentos

Valorizando o ecossistema de investimento

Pensando em alavancar ainda mais o mercado de investimentos, além de lançar a nova área exclusiva para investidores, a B3 também vai disponibilizar para fintechs e instituições financeiras, APIs com fornecimento de dados sobre investimentos, desde que autorizado pelo investidor. Com essa possibilidade, as instituições poderão pensar em novas soluções de investimentos em suas jornadas digitais, consumindo APIs através de uma forma direta e segura para o tráfego de informações.

Acreditamos que a tecnologia, educação financeira e proximidade com o investidor do varejo são pilares para sustentar essa trajetória de transformação e gerar valor e engajamento aos diferentes atores da indústria de investimentos no Brasil.

Aumentando a demanda e o volume no mercado brasileiro, ajudamos a construir um ecossistema mais saudável, com benefício a todos os envolvidos (pessoa física, bancos, corretoras e fintechs). Por isso, não estamos medindo esforços para que essa experiência dos brasileiros com os investimentos seja cada vez melhor.

*Vinicius Brancher é superintendente de Relacionamento com a Pessoa Física da B3.

Veja também

Este conteúdo é de cunho jornalístico e informativo e não deve ser considerado como oferta, recomendação ou orientação de compra ou venda de ativos.

Investir em Ações é ainda mais fácil com taxa de corretagem ZERO! Aproveite agora

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!

O InvestNews é um canal de conteúdo multiplataforma que oferece a cobertura diária de notícias e análises sobre economia, investimentos, finanças, mercado financeiro, educação financeira, projeções, política monetária e econômica. Tudo o que mexe com o seu dinheiro você encontra aqui, com uma linguagem simples e descomplicada sobre o mundo da economia e dos investimentos.