Siga nossas redes

Finanças

Inter fecha em queda de 14%; Vale sobe 6% embalada pela alta do minério de ferro

Dia é positivo para as companhias ligadas ao setor de commodities.

Publicado

em

Tempo médio de leitura: 4 minutos

Logo da Vale
Logo da Vale REUTERS/Ricardo Moraes

As ações da Vale lideraram as altas do Ibovespa nesta segunda-feira em dia positivo para as companhias ligadas ao setor de commodities.

Os papéis da TIM, que chegaram a subir forte após o fundo norte-americano KKR enviar uma proposta para aquisição da Telecom Italia, que é a controladora da companhia, diminuíram o ritmo ao longo do pregão, mas ainda assim encerraram o dia com valorização.

Na outra ponta, os papéis do banco Inter (BID11) e Locaweb (LWSA3) ficaram com as principais as baixas do indicador ao caírem 14,11% e 9,24%, respectivamente, em dia negativo para as fintechs. Confira os destaques do dia:

Commodities

A mineradora Vale (VALE3) disparou 5,56%, para R$ 67,59, liderando as valorizações do pregão na esteira do avanço nos preços das commodities, em especial o minério de ferro. Entre as siderúrgicas, a Usiminas (USIM5) subiu 2,94%, para R$ 12,61; a Gerdau (GGBR4) avançou 2,58%, para R$ 25,43, enquanto a CSN (CSNA3) fechou com valorização de 1,92%, para R$ 21,80. A Petrobras (PETR4) também teve ganhos de 1%, para R$ 26,36.

TIM

As ações da TIM (TIMS3), que chegaram a avançar 9,64% na máxima do dia, encerraram em alta de 1,71%, para R$ 13,71. A alta ocorre após o fundo norte-americano KKR enviar uma proposta para aquisição da Telecom Itália, que é controladora da TIM, por 10,8 bilhões de euros. Segundo informações da própria companhia, o fundo vai pagar um pouco mais de 0,50 centavos de euros por ação.

Para a equipe do BTG Pactual, a operação não deve desencadear tag along (que é o direito do investidor vender suas ações e embolsar, no mínimo, 80% do preço). Isso ocorre porque o controle direto da TIM Brasil permanece o mesmo.

A equipe reiterou que a KKR avaliou a empresa italiana em 6 vezes o EV / EBITDA para 2022 (indicador usado para determinar o valor justo de mercado de uma empresa), enquanto a TIM está sendo negociada a 3,9 vezes. O banco informou que se a TIM Brasil for avaliada em um mesmo múltiplo da Telecom Italia, isso implicaria em um preço por ação de R$ 21,50 e um potencial de valorização de 59% em relação ao fechamento da sexta-feira. O BTG reiterou que o único interesse do fundo é na Telecom Italia (especialmente sua rede de fibra), e não na TIM Brasil. Se a KKR for bem-sucedida em sua licitação, aí assim então poderia colocar a TIM Brasil à venda.

“E mesmo que a oferta da KKR não seja aprovada, a oferta potencial por si só pode colocar pressão adicional sobre a atual administração da Telecom Italia para buscar maneiras de desbloquear valor, e vender a TIM Brasil pode ser uma delas. Em suma, embora uma oferta de tag along pareça improvável em nossa opinião, esperamos que as ações da TIM reajam positivamente ao evento de hoje, pois, pelo menos por agora, a TIM foi colocada em jogo pela oferta potencial da KKR para TI”, afirmaram em relatório Carlos Sequeira e Osni Carfi.

Mater Dei

Os papeis do Hospital Mater Dei (MATD3) encerraram com valorização de 2,63%, para R$ 15,99. A empresa anunciou a aquisição do hospital Santa Genoveva e do Centro de Tomografia Computadorizada Uberlândia, ambos localizados em Uberlândia (MG), em negócio de R$ 309 milhões. Segundo a empresa, os dois ativos são contíguos e integrados. A companhia disse em fato relevante que o “enterprise value” da transação leva a um múltiplo de R$ 1,5 milhão por leito e inclui dívida líquida R$ 57 milhões. O Mater Dei acrescentou que as receitas líquidas anualizadas dos ativos somam cerca de R$ 160 milhões.

Veja também

Quer segurança e rentabilidade acima da poupança para seus investimentos? Invista em CDB!

Anúncio Patrocinado Probabilidades Samy Dana Probabilidades Samy Dana
ANÚNCIO PATROCINADO      Novidade Carteita TOP FII Junho

Abra sua conta! É Grátis

Já comecei o meu cadastro e quero continuar.
Anúncio Patrocinado Cripto no App Nu