Siga nossas redes

Finanças

Ibovespa sobe e retoma os 112 mil pontos, com leve queda no acumulado da semana

A criação de vagas de trabalho aumentou bem menos do que o esperado em setembro nos EUA.

Publicado

em

b3 e ibovespa

O Ibovespa, principal índice da B3, fechou a sexta-feira (8) em forte alta, enquanto o dólar encerrou perto da estabilidade em relação ao real. Investidores repercutiram dados de inflação no Brasil e o resultados decepcionantes no relatório de emprego dos Estados Unidos.

O Ibovespa subiu 2,03%, aos 112.833 pontos, após atingir 114.172 pontos na máxima do dia. No acumulado da semana, registrou leve queda de 0,06%. O dólar fechou a sexta praticamente estável ao recuar 0,02%, comercializado a R$ 5,5151. Nos cinco dias da semana, a alta chega a 2,73%.

Repercussão do payroll

Nos Estados Unidos, o Departamento do Trabalho divulgou o relatório conhecido como payroll. Os dados mostram que foram criados 194 mil postos de trabalho fora do setor agrícola no mês passado, bem abaixo do esperado, mas revisou os dados de agosto para cima, enquanto a taxa de desemprego recuou para 4,8%.

O estrategista-chefe do banco digital Modalmais, Felipe Sichel, destacou que a criação de vagas foi fraca na margem, mas contemporizada pelo desemprego, revisão da leitura anterior, trabalhadores impedidos de trabalhar por motivos climáticos, o avanço nas horas médias trabalhadas, entre outros fatores.

“Assim, o cenário para o Fed (banco central dos EUA) torna-se mais desafiador dado que este foi o último ‘payroll’ antes da próxima reunião”, afirmou em comentário a clientes, referindo-se ao encontro de política monetária do Federal Reserve (Fed) agendado para 2 e 3 de novembro.

Inflação no Brasil

No Brasil, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acelerou com força em setembro, com alta de 1,16%, e superou 10% em 12 meses pela primeira vez em cinco anos e meio, mas ficou um pouco abaixo das estimativas no mercado, o que abria espaço para algum alívio na curva de juros, beneficiando certas ações na bolsa paulista.

Na visão do chefe de pesquisa econômica para a América Latina no Goldman Sachs, Alberto Ramos, o IPCA de setembro foi alto, mas ligeiramente abaixo do esperado, com surpresas favoráveis em alimentos e bebidas e serviços básicos, enquanto a inflação entre bens industriais e duráveis manteve-se elevada.

Ele destacou em comentários a clientes que pressões significativas de custos e insumos, aumento da inflação de serviços, riscos políticos e fiscais persistente, forças inerciais, entre outros fatores, estão contaminando as perspectivas para a inflação do próximo ano.

“Em um cenário de intensas pressões inflacionárias, é baixa a probabilidade de o Banco Central conseguir levar a inflação para a meta de 3,5% em 2022”, estimou.

Destaques da bolsa

As ações preferenciais Petrobras (PETR3; PETR4) subiram, dando suporte ao Ibovespa devido ao peso importante que têm sobre a composição do índice, assim como os papéis da Vale (VALE3). A mineradora subiu no terceiro pregão seguido de recuperação da companhia. Veja os destaques da bolsa de valores hoje.

Bolsas mundiais

Wall Street

As ações dos Estados Unidos rondaram a estabilidade em negociações voláteis nesta sexta-feira, depois que dados mostraram que a criação de vagas no país foi bem mais fraca do que o esperado em setembro, mas não o suficiente para tirar o Federal Reserve do seu plano de reduzir as compras de ativos neste ano.

  • O índice Dow Jones teve variação negativa de 0,03%, a 34.746 pontos
  • O S&P 500 caiu 0,19%, a 4.391 pontos
  • Nasdaq recuou 0,51%, a 14.579 pontos.

Europa

As ações europeias encerraram a volátil sessão desta sexta-feira em baixa, com investidores digerindo dados mostrando desaceleração do crescimento do emprego nos EUA, mas ainda assim o mercado europeu teve sua melhor semana em dois meses, com amenização de temores sobre inflação.

  • Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,25%, a 7.095,55 pontos.
  • Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 0,29%, a 15.206,13 pontos.
  • Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,61%, a 6.559,99 pontos.
  • Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,23%, a 26.051,01 pontos.
  • Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou baixa de 0,09%, a 8.955,00 pontos.
  • Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,29%, a 5.514,79 pontos.

Ásia e Pacífico

As ações da China fecharam em alta nesta sexta, na primeira sessão depois de um feriado nacional de uma semana, ajudadas por dados encorajadores do setor de serviços e alívio nas tensões políticas com os Estados Unidos.

  • Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 1,34%, a 28.048 pontos.
  • Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,55%, a 24.837 pontos.
  • Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,67%, a 3.592 pontos.
  • O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 1,31%, a 4.929 pontos.
  • Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,11%, a 2.956 pontos.
  • Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,44%, a 16.640 pontos.
  • Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se 0,38%, a 3.112 pontos.
  • Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,87%, a 7.320 pontos.

(*Com informações de Reuters)

Veja também

Seja sócio das maiores empresas do Brasil com corretagem ZERO! Invista em Ações

Anúncio Patrocinado Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem! Invista em Ações com TAXA ZERO de corretagem!